Produção de mudas2022-10-03T16:51:17-03:00

Produção de mudas

Produção de mudas

As mudas do Viveiro Florestal Copaíba são produzidas a partir de sementes coletadas nos fragmentos florestais da região. Mais de 400 mil mudas de árvores nativas da Mata Atlântica são produzidas aqui anualmente, que abastecem os projetos de restauração florestal da própria Copaíba e também de parceiros.

Até hoje o VFC produziu mais de 3 milhões de mudas de 160 espécies de árvores nativas da Mata Atlântica.

CONFIRA AS MUDAS DISPONÍVEIS

O viveiro

Desde 2001 o Viveiro Florestal Copaíba (VFC) abastece iniciativas de restauração da Mata Atlântica da própria organização e de proprietários de terra dos municípios localizados nas bacias hidrográficas dos rios do Peixe e Camanducaia. Localizado na cidade de Socorro (SP), anexo à sede e RPPN da Copaíba.

Atualmente o VFC tem capacidade para produzir 500 mil mudas por ano, cuidadas por uma equipe de seis mulheres e um homem. Produz mais de 130 espécies de árvores nativas da Mata Atlântica, todas a partir de sementes coletadas nas matas nativas da região.

Principais benefícios

  • Grande variedade de espécies de árvores nativas da Mata Atlântica regional  (frutíferas, espécies nobres, medicinais, melíferas, atrativas da fauna, espécies que ajudam na conservação de nascentes, entre outras)
  • Mudas sempre disponíveis para atender as necessidade dos parceiros
  • Fornecimento de “doações” para alguns dos programas da restauração florestal da Copaíba
  • Profunda conexão da equipe com cada planta, desde a coleta e beneficiamento de sementes, até o desenvolvimento das mudas para serem liberadas para o plantio
  • Orientação de proprietários de terra sobre as espécies e a restauração florestal das áreas;
  • Sensibilização da sociedade sobre a importância da conservação da flora nativa.

O que oferecemos

  • Venda desde pequenas quantidades até milhares de mudas para o público em geral, com retirada no viveiro ou em pontos estratégicos da cidade de Socorro (SP) sob agendamento;
  • Atendimento personalizado com indicação de espécies para atender a necessidade e os potenciais da área (seja SAF, recuperação de nascente, recuperação da fertilidade do solo, espécies melíferas para ajudar na produção do mel, para a conservação da fauna silvestre)
  • Cálculo de compensação ambiental, de acordo com as mudas adquiridas;
  • Através de projetos de restauração florestal promovemos doações de mudas para as áreas de proprietários cadastrados e selecionados;
  • No programa Árvore de Presente você pode oferecer ou abrir uma campanha para arrecadar de presente árvores nativas da Mata Atlântica (de aniversário, natal, formatura, quando desejar!).

Espécies produzidas

Dentre as espécies produzidas encontram-se as nobres, como pau-marfim, guatambu, peroba-rosa e jequitibá; as frutíferas, como pitanga, araçá, uvaia, baúna, gabiroba; as melíferas, em que enquadram pata-de-vaca, angico-branco, lixa, capixingui; as ornamentais, como mulungu, guaiçara, ipê-amarelo; e medicinais, como jatobá, carobinha, espinheira-santa.

Em nosso site você encontra fotos e descrição de 110 espécies de árvores nativas  produzidas.

CONHEÇA TODAS AS ESPÉCIES
Caliandra2022-02-02T16:01:41-03:00
Aroeira-brava2022-02-02T15:40:07-03:00
Pinha-do-brejo2022-02-02T17:42:48-03:00
Taiuva2022-02-02T17:58:36-03:00

Processo de produção de muda

Todas as árvores fornecedoras de frutos e sementes para a produção das mudas no Viveiro Florestal Copaíba são cadastradas e demarcadas com GPS. Até hoje, temos mais de 4 mil árvores matrizes cadastradas em nosso banco de dados, para orientar a coleta de sementes.

Todas as sementes são coletadas em fragmentos de mata nativa de proprietários parceiros, localizados nas bacias dos rios do Peixe e Camanducaia, visando a manutenção da biodiversidade regional. Diversos critérios são seguidos para manter tanto a integridade das árvores, quanto a dispersão natural das mesmas. Nunca são coletados todos os frutos de uma árvore matriz, permitindo que a dispersão natural ocorra, seja pelo vento ou por animais. Assim que coletadas, as sementes são levadas para o viveiro.

No viveiro cada espécie coletada, fruto ou semente, recebe um tratamento diferenciado. Diversas técnicas são utilizadas para tratar as sementes e deixá-las prontas para a semeadura.

Algumas sementes mais duras (com tegumento rígido) são escarificadas, ou seja, rompemos a membrana que envolve a semente para que a água possa penetrar com maior facilidade – o que chamamos de “quebra de dormência” das sementes. A escarificação no nosso Viveiro, geralmente é mecânica, feita através de um corte ou raspagem da membrana da semente. Algumas sementes, principalmente dos frutos carnosos, precisam ser lavadas para tirar toda a polpa que as envolvem. Existem outros tratamentos que são feitos nas sementes. As variadas formas vão depender do tipo de fruto e semente que estamos trabalhando. 

Depois de preparadas, as sementes são semeadas em canteiros de areia ou diretamente nos tubetes – semeadura direta, se a taxa de germinação for alta e homogênea.

As sementes ficam na sementeira até germinarem. Algumas espécies levam poucos dias para nascerem, outras podem demorar meses. As sementes da semeadura direta germinam no próprio tubete e ali se desenvolvem até estarem prontas para serem plantadas em local definitivo.

Depois da germinação das sementes, as plântulas começam a crescer na própria sementeira e precisam ser transferidas para um ambiente com nutrientes – nesse caso, o tubete com substrato já adubado. O transplante da plântula da sementeira para o tubete chamamos de repicagem.

Depois de repicadas, as mudas ficam no tubete até crescerem e ficarem prontas para o plantio. Nesse momento, as mudas são cuidadas e adubadas na casa de sombra até atingirem aproximadamente 20 cm. A casa de sombra é um ambiente com cobertura de 50% de sombreamento para as plantas. As mudas, conforme vão crescendo, vão precisando de mais espaço nas bandejas e , portanto, chega o momento de ocupar apenas 50% das células das bandejas com as mudas – esse processo chamamos de raleamento.

A fase final do processo de produção das mudas é a rustificação. “Rustificar” as mudas é colocá-las em  condições mais semelhantes com as quais elas encontrarão em campo, quando forem plantadas. Para isso, as mudas são retiradas da casa de sombra e passam a ficar a pleno sol, com menos irrigação.

Com aproximadamente 30 cm de altura e com o caule mais grosso, as mudas estão prontas para serem plantadas. É no rocambole que as mudas são fornecidas em nosso viveiro. Cada rocambole contém 50 mudas, geralmente misturadas para facilitar a logística da distribuição das mudas no campo. A separação das mudas no viveiro é feita de acordo com as características da área de plantio.

Conteúdos

A importância das árvores

A natureza nos provê diversos serviços e muitas vezes nem percebemos o valor disso. O fato é que o bem-estar [...]

VEJA MAIS PUBLICAÇÕES